CAMPANHA HELIÓPOLIS 100 FOME 2016

CAMPANHA HELIÓPOLIS 100 FOME 2016
SEJA NOSSO PARCEIRO

sábado, 10 de dezembro de 2016

CAJU, JUSTIÇA E ANGORÁ: QUEM É QUEM E O QUE FIZERAM OS ACUSADOS EM DELAÇÃO DA ODEBRECHT

fonte dessa noticia> UOL, em São Paulo
10/12/201609h35


Eduardo Cunha o Caranguejo.
Rodrigo Maia O Botafogo

Romero o Caju

Eunicio o Índio

Gedel o Babel 

Mourera Franco o Angorá
Reinam o Justiça



CONHEÇA O EXECUTIVO QUE IMPLICOU TEMER E MAIS DE 20 POLÍTICOS EM DELAÇÃO

Daniela Garcia
Do UOL, em São Paulo
10/12/201609h35

     A primeira delação da Odebrecht foi divulgada nessa sexta-feira (9) e o autor do depoimento é Cláudio Melo Filho, ex-diretor de Relações Institucionais da construtora. Melo Filho afirmou ao MPF que o presidente Michel Temer pediu ao empresário Marcelo Odebrecht R$ 10 milhões para o PMDB, em 2014, durante campanha eleitoral. O texto cita mais de 20 políticos, entre eles a cúpula do PMDB.
A importância do executivo, porém, estava além de seu cargo por se relacionar com congressistas e servidores públicos. O baiano de 49 anos era o suplente do ex-presidente Marcelo Odebrecht no conselho administrativo da empreiteira.
Melo Filho, que trabalhou por doze anos na área de relações institucionais, era um homem de confiança de Marcelo, segundo apontou o MPF (Ministério Público Federal) em denúncia de maio deste ano. 
     "A proximidade e a relação de confiança que se estabelece entre ele e Marcelo Odebrecht pode ser depreendida não apenas em decorrência de ser o suplente desse em diversos Conselhos de Administração, mas, ainda, do teor dos e-mails apreendidos na sede da empreiteira", de acordo com texto da denúncia.
Segundo investigação do MPF, o nome de Melo Filho constava nos e-mails em que executivos trocavam informações relacionada a políticos, servidores públicas e negócios com a Petrobras.
     Na denúncia do Ministério Público, foram anexadas 21 mensagens em que o ex-diretor aparece como um dos remetentes.
Nos e-mails, Marcelo Odebrecht instrui, por exemplo, a seus funcionários que "CMF" deve ser informado de reuniões com executivos da Petrobras. A sigla se refere ao nome de Cláudio Mello Filho, de acordo com a investigação.

" Há (...) diversas mensagens em que Marcelo Odebrecht orienta a outros executivos seja Cláudio Melo Filho (por diversas vezes referido pelo acrônimo "CMF", em evidente alusão a seu nome) atualizado sobre estratégias e importantes decisões e informado de compromissos relevantes", diz trecho da denúncia.

             Ex-diretor chegou a ser condecorado com uma medalha do Mérito Legislativo em 2012

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

DESTAQUE DO ANO LANCHONETE BOLO GELADO.


Um momento ímpar para relaxar e dizer aos seus melhores clientes e amigos “Como foi bom ter vocês aqui”. Essa foi à melhor forma que a Lanchonete Bolo Gelado sobre a direção de Gleide, Alcidésio e Adriana encontrou para agradecer aos Alunos do Colégio Estadual José Dantas de Souza por terem dado á preferência a Lanchonete Bolo Gelado.

Confiança, Atendimento, Carisma e Organização, foi tudo isso que os alunos do José Dantas encontram na Lanchonete Bolo Gelado. Dessa forma para agradecer e dizer obrigado aos alunos, à organização da lanchonete promoveu uma pequena comemoração e convidou os seus clientes especiais (alunos) para brindar essa união e parceria. 
       LANCHONETE BOLO GELADO      
O que é gostoso aqui tem sabor.


Org: Gleide, Alcidésio e Adriana.  

































FELIZ NATAL E UM 2017 REPLETO DE REALIZAÇÕES

terça-feira, 29 de novembro de 2016

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

UM BATE – PAPO COM A VEREADORA REELEITA ANA DALVA DA REDE


O nosso Repórter Tio Jorge bateu um papo descontraído com a vereadora reeleita Ana Dalva, da Rede Sustentabilidade, sobre o resultado das eleições no município de Heliópolis este ano. A conversa foi na residência da entrevistada aqui em Heliópolis. Veja como foi.

 


Jornal Impacto Ana Dalva, mais um ano de eleições no país e aqui em Heliópolis. Como a senhora viu o pleito eleitoral deste ano?
Ana Dalva – Para mim não foi uma surpresa a reeleição de Ildinho porque havia no povo uma vontade de vê-lo novamente prefeito. Só a força de um povo supera as vontades de alguns poucos poderosos. Mas não foi assim mil maravilhas. Houve muita falta de companheirismo e isso acabou afetando a campanha. É preciso fazer política com diálogo. Não se pode mais fazer parte de um grupo e cada um fazer o que achar melhor. Enfrentamos muitos desequilíbrios e isso acabou nos atingindo e, por isso mesmo, não pudemos fazer uma campanha mais equilibrada, segura e confiante.
Jornal Impacto A senhora foi reeleita para mais um mandato, o terceiro consecutivo. Quais foram às dificuldades enfrentadas nessa conquista?
Ana Dalva –As dificuldades são várias e elas já começam no início de um mandato. A maior de todas as dificuldades é a falta de espírito coletivo do grupo. Isso não só dificulta qualquer eleição como também prejudica o desenvolvimento do nosso município. Apesar de ter ficado muito feliz com o resultado, tudo ficaria bem melhor e mais fácil com diálogo, planejamento e trabalho coletivo. Muita gente esquece que foi feita uma coligação de comuns, de pessoas que pensam de forma bem próxima. Não tem sentido nenhum você se sentir perseguida ou cercada pelo seu próprio colega. Tenho certeza que até Ildinho passou por isso.
Jornal Impacto A oposição tentou mais não conseguiu eleger o candidato dela e amargou mais uma derrota. Como a senhora viu a derrota da oposição?
Ana Dalva –Na verdade não temos oposição em Heliópolis de fato, não no sentido preciso da palavra. Temos pessoas que se reúnem, de quatro em quatro anos, em função de um bem próprio. São oportunistas do poder. Se os membros da oposição tivessem como objetivo melhorar Heliópolis, haveria entre eles um elo inquebrável. Aí estaria estabelecido entre eles a coletividade. Duvido que perdessem. Mas os interesses pessoais falam mais forte e poucos estão se preocupando com as melhorias do município.
Jornal Impacto Sobre a reeleição do prefeito Ildinho, a senhora estava confiante? Ficou feliz com o resultado?
Ana Dalva –Eu não esperava outro resultado. Seria uma tamanha injustiça Ildinho não se reeleger. O trabalho que ele fez nos últimos três anos é algo histórico para todos nós. Fiquei sim muito feliz. Espero que ele continue trabalhando e não espere reconhecimento de muito da oposição, e de alguns também no próprio grupo nosso. O que importa nesta hora é o povo, é a cidade, é o município. Ildinho tem que administrar para a coletividade e não para alguns.
Jornal Impacto A senhora fez algum pedido para o prefeito, caso ele conseguisse ser reeleito?
Ana Dalva –Entreguei a ele os dezoito pontos debatidos e discutidos com os membros da Rede Sustentabilidade de Heliópolis. Estes pontos vão desde a questão do descarte e reciclagem do lixo, passando pela questão de uma solução para o açude, pedindo mais investido para saúde e educação até na questão da melhoria do processo político. Também pedi a ele uma solução para o Mercado de Carne e a construção da Praça dos Estudantes. Eu sei que vontade ele tem de fazer tudo isso, mas vamos torcer para que esta crise acabe e os recursos apareçam para a efetivação destas conquistas.
Jornal Impacto – O que a senhora espera do segundo mandato do prefeito Ildinho nos próximos quatro anos?

Ana DalvaEspero que o nosso prefeito continue com a mesma tranqüilidade, respeitando cada cidadão Heliopolense, colocando em prática as propostas de campanha e atendendo as necessidades mais urgentes do povo. Sei também que ele precisará de tranqüilidade para resolver todos os outros problemas que surgirão no decorrer destes quatro anos de mandato. É preciso governar para todos e ouvir muito aqueles que sempre estão ao seu lado. Como se trata de um homem generoso e humilde, tenho esperança que ele fará um bom segundo mandato.

Obs: O nosso Próximo Bate - Papo será com a Vereadora Eleita do PSL Maria da Conceição Andrade.

sábado, 19 de novembro de 2016

UM BATE PAPO COM A SINDICALISTA NILDA SANTANA


O nosso Repórter Tio Jorge bateu um papo descontraído com a Sindicalista Nilda Santana sobre o resultado das eleições municipal e a reeleição do Prefeito Ildinho. O bate – papo foi na residência de Nilda no Povoado Tijuco, veja como foi.

Jornal Impacto. Nilda o que a senhora tem a dizer sobre as eleições deste ano aqui em Heliópolis?
Nilda Santana. Jorge, eu não podia imaginar a participação em massa da população na campanha. Fiquei surpresa com tamanha vontade do Povo em querer fazer valar a sua opinião defendendo o que é certo e correto e, fiquei muito feliz em poder contribuir e fazer parte desse pleito.
Jornal Impacto. A senhora não conseguiu ser eleita Vereadora. A senhora ficou triste por não ter sido eleita?
Nilda Santana. Não, muito pelo contrario, fiquei muito feliz, perdi a eleição para vereadora, mas ajudei a reeleger o prefeito Ildinho. Sair da campanha de cabeça erguida, sem dever nada a ninguém e, sem ter que fazer acordos para eleger prefeito como muitos fizeram. Estou feliz e espero que o prefeito Ildinho continue trabalhando por uma Heliópolis cada vez melhor. 
Jornal Impacto. A Oposição tentou mais não conseguiu eleger o candidato oposicionista e amarga mais uma derrota. Como a senhora ver a oposição aqui em Heliópolis?
Nilda Santana.  Olha Jorge, na verdade aqui na cidade de Heliópolis não existe oposição, mas sim, pessoas que se aproveita para ganhar dinheiro com isso. Oposição de verdade luta pelo Povo, cobra do gestor e dos vereadores ações e providencias. No entanto, a oposição que aí está não tem compromisso com o Povo e não luta pelo Povo, é uma oposição que visa o seu próprio bem estar.
Jornal Impacto. Sobre a reeleição do Prefeito Ildinho a senhora ficou feliz?
Nilda Santana. Sim Jorge, fiquei. Pois as pesquisas já afirmavam isso. Todo mundo sabe que foi uma luta onde o disse mim disse, as mentiras fez como que muitos desacreditasse que Ildinho não venceria. Mas graças o empenho do Grupo e de toda a equipe do governo deu tudo certo e, Ildinho será empossado para mais 4 anos de muito trabalho em todo o município.
Jornal Impacto. A senhora fez algum pedido para o prefeito caso ele conseguisse ser reeleito quais?
Nilda Santana.  Fiz sim. Eu pedi ao prefeito se ele fosse reeleito, que ele tivesse um olhar especial ao Povoado Tijuco e a comunidade do Pau Ferro, pois as ações do governo necessitam chegar onde realmente necessita. Falei com ele também das necessidades do Povoado Viuveira, Sapé entre outros que precisa ser mais vistos. Espero que ele possa sentar juntamente comigo e com essas comunidades para que as ações possam acontecer.
Jornal Impacto. O que a senhora espera do governo nesses próximos 4 anos?
Nilda Santana. Olha eu espero que ele realmente faça o que prometeu no palanque. Eu creio que o Prefeito Ildinho vai continuar trabalhando e honrar o seu nome e os votos que recebeu. Eu já fale pra ele que como sindicalista eu tenho muitos projetos que já deram certos em Camaçari e Dias Dávilas que pode ser realizado aqui através de parceria com empresas e com o governo municipal, estadual e federal. Os meus deputados estão a postos para também contribuir para com o Município e com a gestão do prefeito Ildinho. Desejo a ele toda sorte do mundo que ele faça muito mais de agora por diante.

Obs: O nosso próximo Bate - papo será com a vereadora Reeleita Ana Dalva da Rede Sustentabilidade.


sexta-feira, 18 de novembro de 2016

O ADEUS AO SENHOR JOÃO BARBOSA DE PINHO.


     A exato Sete Dias, os Moradores da Cidade de Heliópolis davam adeus ao Senhor João Barbosa de Pinho ( João de Pinho) como era conhecido; que teve o seu corpo velado e sepultado no Cemitério local no último Domingo dia 13 de Novembro.
     João de Barbosa de Pinho era um Pai exemplar, um esposo presente e uma pessoa de bem. Os seus filhos Marcondes, Maria Eugenia gostavam muito do pai que tinha assim como a sua esposa, que sempre estava pronta para receber-lo assim que o mesmo chegava do trabalho. A tristeza tomou conta de todos da sua família, inclusive dos seus irmãos mais próximos e amigos de trabalho e de toda vizinhança da rua onde ele residia. Algumas autoridades fizeram questão de marcar presença no velório do senhor João de Pinho entre eles o Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Heliópolis Giomar, os Vereadores  Claudivan e Mendonça Dantas, o atual vice prefeito de Heliópolis José Gama Neves que estava acompanhado da sua esposa Cristiana, a Deputada do PT Fátima Nunes, sempre amigo Lázaro de Castro do PT e o atual secretário de Administração da cidade de Fátima Binho entre outras autoridades.
Hoje às 19:00h na Igreja Matriz acontecerá a Missa do Sétimo dia do Falecimento do Senhor João de Pinho e, a Família desde já convida a todos para se fazer presente. 
 Desejamos que deus na sua infinita bondade conforte toda sua família neste momento de dor.

As fotos abaixo relatam um pouco mais desse adeus.